Defesa Civil Nacional reconhece Estado de Calamidade Pública em Santa Inês, por causa das chuvas

  • 16/04/2024
(Foto: Reprodução)
A Prefeitura de Santa Inês poderá solicitar recursos do governo federal para executar ações de assistência humanitária, como compra de cestas básicas, de água potável, kits dormitório e de higiene. Dois trechos da BR-222 são totalmente no MA após rompimento de pistas por causa do volume de chuvas. Divulgação Nesta terça-feira (16), o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), por meio da Defesa Civil Nacional, reconheceu de forma sumária o estado de calamidade pública na cidade de Santa Inês, no oeste do Maranhão, que tem sido castigada pelas fortes chuvas dos últimos dias. A portaria com a medida foi publicada no Diário Oficial da União. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram Com o reconhecimento de calamidade pública, a Prefeitura de Santa Inês poderá solicitar recursos do governo federal para executar ações de assistência humanitária, como compra de cestas básicas, de água potável, kits dormitório e de higiene. Leia também: Após cratera abrir na BR-222, trecho interditado é parcialmente liberado no MA Voçorocas voltam a engolir casas e amedrontar moradores em Buriticupu, no MA; VÍDEO Após fortes chuvas, MA tem três trechos de rodovias federais interditados; veja quais são Além de socorro e assistência às vítimas, os repasses também podem ser usados no restabelecimento de serviços essenciais e na reconstrução de infraestrutura ou moradias destruídas ou danificadas por desastres. Encontrado corpo de homem que havia desaparecido em igarapé que corta a BR-222, em Santa Inês Para solicitar recursos, a gestão municipal deve acessar o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas nos planos de trabalho, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avaliará as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no Diário Oficial da União com o valor a ser liberado. Situação crítica em Santa Inês Defesa Civil Nacional reconhece Estado de Calamidade Pública em Santa Inês, por causa das chuvas Reprodução/TV Mirante Com o grande volume de chuva que atinge a região, comunidades ficaram isoladas por causa da cheia dos igarapés e de grandes alagamentos. Além disso, duas rodovias federais que cortam a cidade tiveram trechos interditados, após rompimento de pista. Trecho da BR-316, em Santa Inês, teve que ser bloqueado na tarde deste domingo (14). Reprodução Na BR-316, os pontos onde aconteceram os desmoronamentos foram nos km 267 e 268. Segundo o DNIT, esses locais já foram entregues à circulação de veículos, em uma faixa. A previsão é que até quinta-feira (18), o Departamento libere o tráfego totalmente nos dois trechos. Outro ponto de interdição em Santa Inês é na BR-222, no km 363. De acordo com o DNIT, a expectativa é que o trecho seja entregue à circulação de veículos neste fim de semana. BR-316 é liberada em Santa Inês e a 222 continua bloqueada Na região, o DNIT espera ainda a chegada de uma ponte metália, para colocar no trecho da BR-222, onde uma ponte caiu no dia 1º de abril. Equipes do DNIT trabalham para conseguir recuperar o trecho Reprodução/TV Globo Depois de um temporal, o nível do igarapé que passa por baixo da ponte subiu e ela ficou imersa por horas. Com o solo encharcado, a erosão corroeu o aterro da cabeceira da ponte que caiu. Serviços de reparo na BR-222 é comprometido e não tem previsão de liberação As chuvas que atingem parte do Maranhão desde fevereiro, tem provocado inúmeros transtornos em rodovias e em várias cidades maranhenses. Até o momento, 21 cidades estão em situação de emergência no estado. MA já tem 21 municípios em situação de emergência por causa das chuvas

FONTE: https://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2024/04/16/defesa-civil-nacional-reconhece-estado-de-calamidade-publica-em-santa-ines-por-causa-das-chuvas.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes